Endocrinologia Pediátrica

A Endocrinologia Pediátrica é a área de atuação da Pediatria responsável pelo diagnóstico, tratamento e acompanhamento de alterações hormonais desde o nascimento até o final da adolescência. 
O especialista nessa área geralmente é requisitado pelo pediatra da criança, mas se os pais desejarem uma opinião dele, têm autonomia para procurá-lo. Assim, crianças e adolescentes deverão ser avaliados pelo endocrinopediatra, entre outras situações, se:
• Estiverem abaixo da curva de crescimento ou do padrão de altura da família ou, ainda, com baixa velocidade de crescimento, tão logo surja esta preocupação;
• Nasceram com baixo peso, pequenos para a idade gestacional ou prematuros, para avaliação do crescimento e prevenção de doenças metabólicas e alterações hormonais que podem afetar estas crianças;
• Tiverem sinais de desenvolvimento precoce da puberdade, como crescimento das mamas e testículos e/ou aparecimento de pelos pubianos, odor axilar, acne – especialmente antes dos 8 anos nas meninas e dos 9 anos nos meninos;
• Tiverem crescimento muito acelerado, ficando muito altos em relação a seus colegas;
• Não apresentarem sinais puberais até os 13 anos nas meninas ou 14 anos nos meninos;
• Tiverem diagnóstico de diabetes mellitus ou alterações do açúcar no sangue (glicemia);
• Tiverem excesso de peso e possíveis complicações como pressão alta, níveis aumentados de colesterol e triglicerídeos e alterações da glicemia;
• Apresentarem cansaço fácil ou hiperatividade ou dificuldades no desempenho escolar e aumento do volume no pescoço (tireoide), especialmente quando há casos de problemas da tireoide na família;
• Fizerem uso contínuo de corticoides ou anticonvulsivantes ou houver história de fraturas frequentes ou deformidades ósseas;
• Apresentarem alterações no teste do pezinho sugestivas de hipotireoidismo congênito (alteração do hormônio estimulante da tireoide – TSH) ou de hiperplasia adrenal congênita (alteração da 17-hidroxiprogesterona – 17-OHP).